O Tai Chi Chuan ou Taijiquan, é uma arte marcial que associa movimentos suaves, fluidos e relaxados a um estado mental concentrado e calmo; treinado durante vários séculos, é uma arte sem choques e que realça a flexibilidade, o equilíbrio e a coordenação.

Pode ser praticado em qualquer idade e na maioria das condições de saúde. A sua prática regular promove o relaxamento dos músculos exteriores e ensina a utilizar os músculos estruturais profundos, revigorando os tendões e ossos, assim como o correcto alinhamento do corpo.

Foto de João Paulo Fonseca
Foto de João Paulo Fonseca
Foto de João Paulo Fonseca
Foto de João Paulo Fonseca
Foto de João Paulo Fonseca

O Taijiquan fora originalmente criado para o combate tendo, como teoria de luta, a utilização da suavidade contra a dureza e o circular para neutralizar o linear/rectilíneo. Para alcançar este objectivo, o corpo deve estar relaxado para que os movimentos sejam fluidos e naturais. O Taijiquan dá ênfase ao desenvolvimento do Qi (energia interna), fazendo-o circular por todo o corpo, através da concentração da mente. É por este motivo, que esta modalidade é utilizada no ocidente para manter a saúde e aumentar a longevidade.

Ao falarmos em Taijiquan não o podemos confundir com Taiji. Estes apresentam-se como conceitos distintos, sendo o último um conceito filosófico que orienta a estratégia de luta, os princípios fundamentais e a metodologia de treino da arte marcial Taijiquan.

O estilo praticado no Espaço Reaj, é o estilo Yang Clássico, que se considera oriundo do mestre Yang Ban Hou, ensinado na Associação de Artes Marciais Yang (YMAA).